Total de visualizações de página

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Ano Novo, vida nova... será?

Todo ano a mesma coisa, os sonhos se renovam, tudo diferente, todo mundo quer que a própria vida melhore, que todos tenhamos amor, dinheiro, paz, amigos, tudo isso junto e misturado.
Nietzsche já diria o contrário, desejaria toda sorte de malogros, maus tratos, traduzindo pro português, ele desejava toda zica do mundo para todos a quem ele amava, porque isso?
É com as tristezas da vida, que aprendemos a ser fortes, são as perdas que nos abrem os olhos para vermos como somos afortunados, são os maus que nos permitem ver quem são os bons, desejaria péssimas pessoas ao nosso redor, para que reconheçamos os que valem nossa amizade.
Aqueles que só fizeram se aproveitar da minha força, àqueles que só quiseram me chamar a atenção para eu dar-lhes umas voadoras verbais, àqueles que só me fizeram perder a paciência que já é escassa, desejo-lhes que cresçam!
Aos meus amigos de verdade, que só me acrescentaram em amizade, ombro amigo, boas conversas, passeios ótimos, boas gargalhadas, desejo-lhes sucesso!