Total de visualizações de página

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Hoje eu nem queria ver o Sol

Chega um dia em que a paciência chega a um limite, simplesmente termina. Os demônios que até então triunfaram, os demônios que do alto do pedestal ilusório criado por eles mesmos, simplesmente é destruído, não pela força divina, tão pouco demoníaca, destruído pela força dos bons que até então se calaram diante da aparente fragilidade demonstrada pelos demônios, maquiavélicos...
O pior tipo de indivíduo é o covarde, os covardes se valem de artifícios e da manipulação de outras pessoas para conseguirem o que querem. E no fracasso, já que não o conseguem, tentam destruir para que ninguém mais tenha.
Hoje é o dia da redenção. A verdade que liberta.
Alguém hoje me fez disparar o coração e minhas mãos tremerem, porém me trouxe verdade aos lábios e coragem no peito. Me aguçou os sentidos me trazendo sensações novas, ainda não sei se são boas ou ruins, só sei que nunca havia antes sentido prazer em ouvir o choro de um dos demônios que tanto me prejudicou.
Hoje foi o dia em que se soube de corpo, alma e coração o valor da família, a cumplicidade entre irmãos.
No regrets!!!