Total de visualizações de página

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Amigas?

Ontem, durante a monitoria de informática com os jovens vi uma cena que me remeteu há tempos antigos. Uma das garotas do curso me chamou 'tia, olha aqui fiz burrice e estraguei tudo' eu disse 'que nada, só vir aqui e pronto!'. Logo ela chamou novamente 'tiaaaaa, olha, de novo!' a garota ao lado disse 'é você que é muito burra mesmo!'. De novo ela 'tiaaaaaa, sou muito burra! Não sei fazer isso!' eu, como boa estudante de Psicologia que sou disse: 'que isso? Você não é burra coisa nenhuma e não deixe ninguém assim com você!' a 'amiga' disse 'ela é burra mesmo!' eu falei 'você é amiga dela?' ela disse 'sou!' eu falei pra outra 'olha... você precisa rever suas amizades, hein!'.
Foi aí então que me lembrei da minha adolescência, eu também tinha umas colegas dessas. Mas, como eu sempre fui muito segura, sempre tive uma auto-estima muito boa eu acabava por não ligar muito pro que elas diziam. Elas tinham inveja da minha auto-estima, pois passei pela adolescência sem ter vergonha do meu corpo nem do meu cabelo nem de nada. Por conta disso, elas ficavam chateadas e tentavam me diminuir.
Sempre fui a mais alta, meu cabelo era o mais bonito, ainda por cima por não ter nenhum tipo de complexo com meu próprio corpo eu não me escondia, tanto quanto elas.
Lembro bem delas dizendo que eu era uma girafa, que eu andava como um robôzinho, bla bla bla... eu nem ligava, saia da escola, pegava minha bicicleta e ia pros meus cursos de dança, teatro, grafite. Sim, eu era meio molecona e levei minha infância até bem depois das 'mocinhas', andava de meia-calça rosa e fita no cabelo até uns 12 anos de idade. Nunca quis saber de nada além disso, achava bonito andar como criança, que era o que eu era mesmo!
O que houve com as colegas? Uma engravidou aos 17 anos de idade, passou boa parte da adolescência trocando fraldas e cheirando a hipoglós. Das outras eu nem sei...
Conselho grátis: Livre-se de quem te puxa pra baixo! Aproveite seu corpo, use-o para ser feliz e não para deixar os OUTROS felizes, caminhe, ande de bicicleta, nade, pule na piscina enquanto há vida!
Amigo de verdade não te diminui, ele te cobra o melhor e te manda pra frente sempre!